A língua que a gente entende é o amor
O corpo que a gente tem que assumir
Quando o nosso ser insiste
Não há ninguém que possa mais
Não preocupe mais, irmão

Lá de onde eu vim não há dor que não passa
Não tem tempo ruim nem conversa fiada
Não há mal que não possa ter seu fim

Eu parte disso eu sou
Tu também parte disse és
Se quiser saber que sim
Não preocupe mais, irmão
Deus está no ato de assumir… A si

Lá de onde eu vim não há dor que não passa
Não tem tempo ruim nem conversa fiada
Não há mal que não possa ter seu fim