Coragem – Castello Branco

Joia rara, esse Castello Branco…

Já desci por todo esse corpo
E não vi quem me botou aqui
Mas, se conhecer de verdade
Coragem, que coragem
Hão ter quando, tão bem, notarem
Que não tem mais esse “trem” de homem

Pois tu és
Natural que sejas
Mas é algo mais
Do que a tua mão

O que faz quem tu és
Natural que sejas
Mas é algo mais
Do que a tua mão que faz

Já desci por todo esse corpo
E não vi quem me botou aqui
Mas é que, se conhecer de verdade
Coragem, que coragem
Hão ter quando, tão bem, notarem
Que não tem mais esse “trem” de homem

Pois tu és
Natural que sejas
Mas é algo mais
Do que a tua mão

O que faz quem tu és
Natural que sejas
Mas é algo mais
Do que a tua mão que faz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s