Acalanto – LUEDJI LUNA

Eu vou andando pelo mundo como posso
E me refaço em cada passo dado
Eu faço o que devo, e acho
Não me encaixo em nada
Não me encaixo, em nada
Presto atenção nas dores
E choro canções
Da boca da noite
Ao mais tardar das horas
Pensamento meu viaja
Oh, até o amanhecer
Quem é que vai ser acalanto agora?
Agora, agora que eu não sinto nada mais
E nada faz sentido
Vou fingindo que não presta
Eu não presto
E quero fazer festa no teu corpo
Lento, deixa
Aliás, deixa
‘Tá tudo errado mesmo
Deixa
Pensamento meu viaja
Oh, até o amanhecer
Quem é que vai querer você?
Não vê ‘tava na cara?
Na cara, na cara
E no tempo adiado
Mesmo sem saber
Vou fingindo que não presta
Eu não presto, e quero fazer festa no teu corpo
Lento
Pensamento meu viaja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s