Supernature – CERRONE

Jean-Marc Cerrone – mais conhecido por Cerrone – (Vitry-sur-Seine, 24 de maio de 1952) é um músico e produtor francês. Aos 12 anos de idade, aprendeu a tocar bateria e gostava de ouvir, conforme declarações suas, Otis Redding, Jimi Hendrix e Blood, Sweat & Tears. Começou a trabalhar como líder de orquestra no Club Mediterranée (Club Med) com 18 anos. Dois anos depois, assina um contrato com a produtora francesa Barclay e cria uma banda chamada Kongas, com a qual produz três trabalhos.

Em 1975 muda-se de Paris para Londres, onde produz, mixa e grava, no ano seguinte, seu primeiro LP de sucesso Love in C Minor. Embalado pelo apelo erótico (gemidos de orgasmo) e pelo ritmo dançante de sua faixa-título de 17 minutos, vendeu na época 3 milhões de cópias, tendo chegado a 10 milhões após sua distribuição pela gravadora norte-americana Atlantic. Cerrone tornou-se assim o primeiro “superstar” francês da música disco’. Ainda em 1977 lança outro álbum de grande sucesso, Supernature, com 8 milhões de cópias vendidas, embalado por sua faixa-título, com ritmo disco’ e temática de ficção científica: o desenvolvimento de criaturas que, se nutrindo de poções desenvolvidas pela ciência para acabar com a fome, se rebelam contra o homem e passam a ditar as ordens.

Cerrone ganhou 5 prêmios Grammy e vários Globos de Ouro (Golden Globes), tendo também trabalhado em trilhas sonoras para o cinema.

Once upon a time
Science opened up the door
We would feed the hungry fields
Tilll they could’nt eat no more
But the potion that we made
Touched the creatures down below
And they grew up in a way
That we’d never seen before
Supernature, supernature, supernature, supernature
They were angry with the man
Cause he changed their way of life
And they take their sweet revenge
As they trample throught the night
For a hundred miles or more
You could hear the people cry
But there ‘s nothing you can do
Even god is on their side
Supernature, supernature, supernature, supernature
How can I explain
Things are different today
Darkness all around
And nobody makes a sound
Such a sad affair
No one seems to care
Supernature, supernature, supernature, supernature
Supernature supernature supernature…
Better watch out
There’s no way to stop it now
You can’t escape it’s too late
Look what you’ve done
There’s no place that you can run
The monsters made, we must pray
Supernature …supernature supernature
Maybe nature has a plan
To control the way of man
He must start from scratch again
Many battles he must win
Till he earns his place on earth
Like the other creatures do
Will there be a happy end
Now that all depends on you
Supernature, supernature, supernature, supernature

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s