OTTO – Crua

From Otto’s critically acclaimed album Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos (2009).

Há sempre um lado que pese e um outro lado que flutua, tua pele é crua, é crua
Há sempre um lado que pese e um outro lado que flutua, tua pele é crua, é crua

Dificilmente se arranca lembrança, lembrança, lembrança, lembrança
Por isso da primeira vez dói, por isso não se esqueça: dói
E ter que acreditar num caso sério e na melancolia que dizia
Mas naquela noite que eu chamei você fodia, fodia
Mas naquela noite que eu chamei você fodia de noite e de dia

Há sempre um lado que pese e um outro lado que flutua, tua pele é crua, é crua

Há sempre um lado que pese e um outro lado que flutua, tua pele é crua, é crua

Dificilmente se arranca lembrança, lembrança, lembrança, lembrança
Por isso da primeira vez dói, por isso não se esqueça: dói
E ter que acreditar num caso sério e na melancolia que dizia
Mas naquela noite que eu chamei você fodia de noite e de dia
Mas naquela noite que eu chamei você fodia, fodia