Quando bate aquela saudade – Rubel

https://www.youtube.com/watch?v=tMWpm_GOLaA É você que tem Os olhos tão gigantes E a boca tão gostosa Eu não vou aguentar Senta aqui do lado E tira logo a roupa Esquece o que não importa Nem vamos conversar Olha bem mulher Eu vou te ser sincero Quero te ver de branco Quero te ver no altar Não tem... Continuar Lendo →

De pouquinho em pouquinho – Castello Branco

"Coqueluche" musical... https://www.youtube.com/watch?v=gVmCUaumLZo Eu confesso que estou com saudade Que não me cabe Não cabe E faz tempo que estou meio grogue É verdade eu não posso esconder Fica tão difícil sem você Hein, se lembra Nosso caminho É de pouquinho em pouquinho É importante o carinho Pra não deixar pra lá Nosso caminho É... Continuar Lendo →

Home sweet home – Mötley Crüe

To be born is to become exiled in a profound, essential way. One's lifetime amounts to the duration of a return home, back to the original identity (is, am, are) lost in becoming (separation, division, fragmentation, dispersion).The Self is a chez soi from which one is expelled, hindered or altogether unable to turn back inside... Continuar Lendo →

Descobertas aleatórias: Terno Rei

Jacta alea est, "a sorte está lançada": escutava eu Castello Branco (um pouco no reprodutor de mp3, um pouco no Youtube), e de repente me deparo com uma canção envolvente, irresistível, cantada em português. A sonoridade me inspira os anos 1980, só que não. Confuso, sem saber de onde vem a música, e se era... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑